contato
notícias
eventos
upstreet :: em breve
imagem mais ++ fotos
abobrinha ++ mural
promoções
horóscopo :: em breve
colunistas :: em breve
busca
 
O CIDADEMAIS através de uma parceria com o Jornal BOM DIA oferece de terça a sábados os grandes acontecimentos de Monlevade e região.
Busca notícias
 
 

 Médio Piracicaba tem novo site

Confira as novidades no novo portal

Cobertura total no Médio Piracicaba
 
 
Faça agora uma assinatura do Jornal Bom Dia e receba diariamente no conforto do seu lar o melhor jornal da região.

Preencha corretamente o cadastro para que nossa equipe de venda possa entrar em contato.
nome:
e-mail:
telefone:
 
 
 
Exclusivo: Tortura de detentos no presídio de Monlevade é denunciada ao Ministério Público - NOTÍCIAS ++ CIDADEMAIS +++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++
 
 Exclusivo: Tortura de detentos no presídio de Monlevade é denunciada ao Ministério Público
terça-feira, 13 de dezembro de 2011

João Monlevade -
Uma denúncia de crimes de tortura no Presídio de João Monlevade foi protocolada na tarde desta segunda-feira, 12, no Ministério Público. Pelo menos dez detentos teriam sido vítimas de agressão e espancamento, nos últimos dois meses. Como já informou o Bom Dia, na semana passada, o assunto repercutiu na Câmara Municipal, quando a vereadora Dorinha Machado (PMDB) classificou supostas agressões de covardia contra detentos.

Consta na denúncia apresentada ao Ministério Público que, recentemente, foi registrada uma discussão na cela 8 do presídio. Contudo, agentes penitenciários teriam promovido abuso de poder para solucionar o problema. "(...) houve somente uma discussão entre os presos, não havendo agressão física entre eles, porém, o GIT (Grupo de Intervenção Tática) usou este fato como pretexto para adentrarem na referida cela e torturarem o preso Lucas Santos", relata.

Também consta na denúncia apresentada ao MP, a qual o Bom Dia teve acesso com exclusividade, que os detentos Ítalo Vitor Ferreira dos Santos, Vaniezio Bruno Paulo da Silva e Wagner Alisson Vieira teriam presenciado as agressões. Dias depois, uma nova discussão na cela 8 culminou com espancamento dos presos que teriam sido testemunhas de espancamentos contra o detento Lucas. "Os agentes Abrantes, Reinaldo, Felipe, Leonardo e o inspetor Melquíades espancaram os presos: Ítalo, Vaniezio e Wagner e os três foram transferidos para a Cela de Castiga", informa.

A denúncia também relata uma cena de agressão envolvendo o preso Cristiano Júnior quem teria sido transferido recentemente do presídio de Itabira para João Monlevade. O detento teria sido impedido de receber a refeição do dia e "os agentes que receberam o preso Cristiano Junior, estando algemado para trás, foi brutalmente torturado por agentes e inclusive pelo diretor geral Sr. Luiz Henrique Rosa", relata.

Ainda segundo a denúncia, após as agressões, o detento Cristiano teria sido algemado nas grades do pátio debaixo de um sol forte. Após queixar de fome o diretor de segurança do presídio, identificado por Wellington José, teria respondido que toda a comida do local havia sido jogada no lixo. Também consta na denúncia que o detento Cristiano teria permanecido algemado nas grades do pátio das 12h às 15h.

O autor da denúncia disse ter procurado a presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara Municipal de João Monlevade, vereadora Dulcinéia Caldeira (PT), mas não foi possível contato com a parlamentar. O agente garante que mesma denúncia será protocolada na Procuradoria Geral de Justiça, ainda esta semana.

O agente autor das denúncias lembrou que esta não é a primeira vez que o presídio de Monlevade registra crimes de tortura contra detentos. Em 2009, o preso identificado por Elington Moraes Félix teria sido vítima de queimaduras durante a transferência dele para o presídio de Rio Piracicaba. "Colocaram thinner (solvente) na cueca dele. O caso foi investigado pela Corregedoria, mas tudo terminou em pizza", criticou.

Questionamentos foram enviados à Assessoria de Comunicação da Subsecretaria de Administração Prisional (Suapi), mas o órgão alegou que só irá se manifestar após ser notificado das denúncias.


 
enviar esta notícia por email

 
 
 
[ CIDADEMAIS.com.br - Copyright©2001-2014 - Todos os direitos reservados ]
 
?>